sexta-feira, 19 de julho de 2013

ainda...


Ainda não é hoje que vou ver o mar.
Olho através da janela deste fim de mundo por de trás da cidade grande e digo-te, universo - Não fiz mal nenhum a Deus nem aos santos e afins, não sou masoquista nem quero aprender, por isso, vou fazer-me ao caminho. Até porque há mar e mar, há ir e voltar.
Não interessa quando chegarei ao destino. Interessa sim, decidir pela caminhada.
Um dia destes, gritarei: Mar à vista! 
E então acho, mergulharei de cabeça e a pés juntos no primeiro mergulho para valer. 
Vou tarde? Nunca é tarde para descobrir um mundo novo. E me apaixonar por ele.
Ainda não é hoje que vou ver o mar. 
Mas juro que se depender de mim, um dia destes vou tirar a barriga de misérias. E salve-se quem puder. Ou então chame o nadador salvador.




2 comentários:

apenas umas letras disse...

Olá. que esta Sexta-feira e o fim de semana, te corram bem. Beijos e um abraço. Por aqui, quase que chove, o que é bom para mim.

Maria Clara disse...

Obrigada Nuno. Bom saber de si.
Tudo de bom. Beijos