quarta-feira, 23 de outubro de 2013

o facebook

O facebook é pai e mãe de todos os virtuais.
É telefone. Carta. Notícia. Velocidade. 
Esquina de rua onde a gente espreita.
Cortina se abrindo. Voz chamando. Representando.
É palco. E bastidores. 
É tela. Clique. Música e palavra. Partilha.
Reconstrução.
O facebook é livro. Folha em branco. 
É estação. Flores e sol. Praia e férias.
Chuva, trovão. Neve.
O facebook é culpa, desculpa. Intromissão. 
É vício. É chamado de ladrão. 
Castigador e vilão. Patrão. 
Sarcástico. Humorista. Sabichão. Engatatão. 
O facebook é ponte. Cultura. Romance. Jogo. 
Habilidade. Vaidade. Ego, satisfação. 
Companhia. Distracção.
Mente e coração.
O facebook é um curtido. 
Sem sexo nem nacionalidade. Sem partido nem profissão. 
Preconceitos ou religião.
O facebook não é a minha vida.
Não é o meu desejo maior. A minha maior necessidade.
Tão pouco a maior verdade, mas está na minha vida. Como uma velha amiga.
Presente. Quase sempre.
Por isso numa palavra confesso que o facebook com todo o seu senão, é um grande amigão!

2 comentários:

Florentino disse...

adorei,amei, to tirando este lindo poema e colocando no meu mural no Facebook, Florentino Calei

Maria Clara disse...

Ok. Se já tiraste fazer o quê né?