sexta-feira, 5 de outubro de 2012

enquanto esperava e desesperava

Ouvido no Centro de Saúde

- Então, que tal vai isso? Está doente ou está desconfiada?
Apeteceu-me responder:
- Não, estou com sintomas. Não, estou incomodada. Ao jeito da minha terra.
Ou ainda e mais ao jeito do Ribatejo, porque nem de braço ao peito lá vão. 
- Abre os olhos mula...

3 comentários:

Anónimo disse...

Como vai isso minha amiga?
Qual o tratamento? Imobilização ou cirurgia?
Espero que a primeira hipótese.
Sinceros votos de melhoras.
Estou consigo minha amiga.
Beijos
GM


Maria Clara disse...

Vai mal Fraturei o colo umeral, seja lá o que isso for Tem a ver com o úmero. Dado que a fratura está alinhada, disse o ortopedista, a imobilização será suficiente Daqui por 1 mês farei novo RX. E consulta. A filha de uma amiga minha também partiu o ombro e imobilizou-o e ao fim de 1 Mes teve de ser operada. E é médica, sabe portanto os procedimentos a ter...é esse o maior medo que tenho.
A falta de mobilidade que me impede de ser independente apavora-me e
está a ser muito complicado.Bjs e Obrigada,

apenas umas letras disse...

a minha mãe também partiu o braço em Dezembro, a união do rádio...acho que é asim. a minha mãe diz que foi mais o pulso... também partiu os dois pulsos, em pequena. o que custa mais é na altura das refeições porque não é possível cozinhar e tem que se andar com cuidado. tem de ter paciência, para isso curar bem, que é para depois " laurear a pevide / passear " por todo o portugal e arredores. abraço. beijos